Contato pele-a-pele imediato, com apoio da doula.

 

Mãe!

Como pode três letras  formarem uma palavra que transmite tanto afeto…Como pode Três letras mudarem a vida de uma mulher pra sempre!

Eu sempre tive uma vida baseada em metas. Primeiro era me formar na faculdade, depois conseguir um bom emprego, comprar uma casa, um carro, encontrar o homem da minha vida… Noivar..casar … Ufaaa… E… aí sim ter um filho! Bom, mas como todos nós sabemos a vida não segue regras, nem tem dia ou hora pra fazer uma reviravolta.

Em fevereiro de 2012 um vendaval de emoções e sensações novas tomou conta de nossas vidas. De repente, comecei a me sentir estranha, seios doloridos… TPM constante… Bom, mas eu estava tranqüila, pois tive um leve sangramento e achava que estava no período menstrual… Pelo menos tudo me levava a crer que era!

Já tinham se passado 15 dias, e eu continuava com aquela sensação estranha… E não sei por que, talvez sexto sentido de nós mulheres ,me veio na cabeça a possibilidade de estar grávida.

Levantei da cama… e fui trabalhar com aquilo na cabeça.Na volta pra casa,parei em uma farmácia e comprei um Teste de Gravidez.Cheguei  em casa ,fui direto para o banheiro e lá fiquei por uns 30 minutos andando de um lado pro outro,tentando tomar coragem de fazer o teste.Meu nervosismo não era em vão…coletei a urina e fiquei  sentada no chão  esperando o resultado.Tomei coragem,peguei a tirinha e o que eu suspeitava havia se confirmado,dois risquinhos  rosados  me diziam: Parabéns! Você está GRÁVIDA!Um turbilhão de emoções tomou conta de mim… um misto de alegria …medo…insegurança.Comecei a chorar,permaneci por mais 10 minutos no banheiro tentando me recuperar  e assimilar a notícia.Enxuguei as lágrimas e saí do banheiro,fingindo estar tudo bem quando meu pai perguntou o que eu tinha…aí desabei denovo e falei  gente eu estou grávida!Meu pai  ficou  mudo por uns instantes …o Eduardo, meu noivo, começou a chorar e rir ao  mesmo tempo…todos me abraçaram e  Ali ficamos os três extasiados com a novidade.

A partir deste momento, minha vida mudou completamente. Comecei a cuidar mais de mim, não só no sentido de cuidar da saúde física. Passei a cuidar do meu espírito… Da minha alma… Eu e o Edu procuramos saber tudo sobre a gravidez, tentamos nos manter  sempre unidos e passar todo o amor e felicidade que estávamos sentindo para o nosso filho, mesmo ele ainda sendo muito pequenino dentro de mim…

O primeiro passo foi encontrar um obstetra humanizado, pois meu sonho era ter um parto natural na água. Passamos por vários médicos até que encontramos um obstetra bastante renomado que nos atendeu super bem. Decidimos então que ele nos acompanharia na gravidez e faria  meu parto.Bom com isso decidido,passei a conversar com outras mães sobre o parto natural ,sobre os medos, as dores,as alegrias… Durante uma conversa com uma mãe, falei a respeito da minha insegurança, pois tenho Síndrome de Pânico e achava que isto podia me atrapalhar durante o parto foi aí  que ela me indicou a Cris.

Achei o a página dela numa rede social e passamos a trocar informações.Fomos em todas as palestras .Eu ficava maravilhada com aquela cena da mãe pegando seu filho no colo ,ambos ainda ligados pelo cordão umbilical.Ah que coisa DIVINA!Isso só aumentava a minha vontade  de ter meu bebê de uma forma natural.Meu noivo super apoiava e resolvemos chamar a Cris para nos acompanhar.Sempre fui muito insegura e a Síndrome só fazia com que esta angustia aumentasse,mas toda vez que conversava com a Cris ela me passava uma força,uma serenidade …me mostrava toda a força e poder que nós mulheres temos …que somos detentoras do poder da Vida!E  que tudo é possível,basta querer !

O apoio dela foi imprescindível!

Os meses se passaram  …  Eu já estava com 40 semanas de gestação . Na consulta de rotina,confesso que tive vontade de pedir para induzir o parto .Meu obstetra  dizia para ficar calma que estava tudo bem…que tinha tudo para ser um parto natural ,que de forma alguma iria tirá-lo antes do tempo.

Minhas amigas que ficaram grávidas na mesma época,tiveram seus bebes  e eu ali com meu filho na barriga,Ansiosa para vê-lo enfim te-lo em meus braços…era nestas  horas que a Cris com seu jeitinho meigo,mas poderoso , me acalmava e mostrava que tudo  aquilo era normal,que cada ser humano tem seu tempo,hora,momento e dia para vir ao mundo e que logo logo o Guilherme estaria em nossos braços.

Mais uma semana se passou,comecei a sentir contrações e toda noite achava que era a hora…rsrss.Mandava mensagem pra Cris,ligava pro médico,mas era alarme falso,ou seja ,era só meu corpo se preparando para tão esperada hora.As noites eram loooongas…não conseguia dormir direito e quando dormia sonhava com meu bebê!

Entrei na  41 semana e nada! A Cris continuava a receber minhas ligações e  me acalmava toda vez que eu  entrava em desespero. O jeito era tentar me distrair…fazia caminhadas…exercícios com a bola…Tomei até uns chás recomendados pela Cris para induzir o parto….e….nadaaaaaaaa!Eu estava muito ansiosa,sabia que naquela semana estaria com meu filho nos braços! E mais dias se passaram… 41 semanas e 1 dia ….41 sem e 2 dias….41 sem e 3 dias…41 sem e 4 dias…Eu já tava surtandooooooooooooooooo…. 41 sem e 5 dias…E finalmente 41 sem e 6 dias,dia de consulta!

Nessa “altura do campeonato” eu já estava achando que definitivamente havia algo de errado comigo ou até mesmo com meu bebê,´pois ele estava mexendo menos nesta semana.Cheguei no consultório as 9 h da manhã,meu obstetra me disse que iríamos induzir,porém só faria duas tentativas…e se não surtisse efeito ele faria cesariana….Surteiiiii  né ? Como assim ??Um obstetra super mega humanizado,me encaminhando para cesárea!

Ele aplicou o primeiro comprimido…três horas mais tarde retornei ao consultório: Dilatação Zero!Segundo comprimido: 4 horas depois: Dilatação Zero! Nessa hora,me segurei para não desabar,pois o sonho do meu parto natural tinha ido por água abaixo,mas  o mais importante era nosso anjo estar bem!

Ajeitei minhas coisas,ainda indignada por não saber o motivo de o obstetra não ter tentado mais ( motivo esse que ele não explicou e não entendo até hoje),tendo em vista que ele dizia que eu era uma das melhores pacientes dele,mas tudo bem… Isso era o que menos importava naquela hora.

Fui para o centro cirúrgico.A Cris estava lá comigo e se não fosse ela eu tinha surtado na horA da anestesia…rsrs…As 17:33 do dia 31 de outubro  me tornei mãe…me tornei mulher…me tornei melhor…me transformei em duas vezes mais amor! Meu anjo Guilherme nasceu!

Que momento lindo …mágico…perfeito…magnífico!Não tem explicação você poder olhar no fundo dos olhos do seu filho,ver aquele rostinho que tanto se esperava,poder abraçar…cheirar…poder enfim amá-lo !

Um ser perfeito e pequenino…tão frágil com um poder  tão grande.O poder do AMOR!

Hoje  posso dizer que estou completa…Que o Edu é um homem completo…e que hoje somos um trio… mas ainda poderemos ser um quarteto….um quinteto quem sabe…

No dia 31 de outubro de 2012 Deus me fez mãe e tem coisa mais maravilhosa que isso???

Obrigada Deus.Obrigada Cris por tornar este momento mais leve e mais bonito!

Abraços e beijos Tami… Edu e Guilherme!

 

Cris – Poxa Tami eu amei acompanhar tua gestação desde o começo, fico muito feliz que o acompanhamento tenha sido importante pra você, mesmo que na cesárea. Você foi muito guerreira sempre,  e tenho certeza que na próxima vez você vai parir 😉 Beijos.


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *