DSC_9609

Relato do parto e de toda atenção dada pela nossa querida Doula Cris Melo.

Como tudo começou: eu comecei a pesquisar sobre o trabalho das Doulas quando estava com 35 semanas. Achava que já tinha passado do tempo de ter uma, mas mesmo assim.pesquisei e busquei Doulas em Florianópolis. Foi quando encontrei a Cris em uma reportagem onde ela.descrevia como se tornou um Doula e sua história de parto. Achei emocionante e então com 37 semanas tivemos nosso primeiro encontro. Conversamos sobre praticamente todas as dúvidas que eu e meu marido tínhamos e então fechamos o acompanhamento com a Cris.

Tivemos um segundo encontro cheio de dúvidas e ansiedade, e com muita atenção mais uma vez ela nos sanou as dúvidas e me deixou mais tranquila. Fora os encontros, ainda me mandou materiais e mais materiais para ler. Bom o grande dia havia chegado. 25 de junho, depois de passar o dia todo com.contração e sendo acompanhada pela Cris pelo Whats. Cada coisa que para mim era estranho, a Cris explicava e tdo parecia mais claro. Nesse dia fui as 18 horas para maternidade, mas voltei e então as 22h. em casa ligamos para Cris e ela prontamente veio nos encontrar.

Santo encontro! costumo relatar esse momento como fundamental. Ela ficou concosco e depois de algumas horas sugeriu que que estava na hora de irmos para Maternidade e la fomos nós três. Estar com o Marido e a Doula me deu uma segurança e força para aguentar o que estaria por vir. Foi um trabalho de parto longo, porém sem sofrimento. Vivenciei cada hora, cada contração, cada momento. Foi simplesmente divino, mágico e emocionante. OBRIGADA minha eterna Doula. Seu profissionalismo e envolvimento conosco foi fundamental.

11866305_10205882716366201_4562552586343336178_n

11870748_10205882722286349_3640736280660010541_n

Hoje relembrando o parto não consigo pensar como seria ter Ynae sem você. Seu trabalho é demais. Sua doação, atenção e envolvimento com seus clientes, faz com que tudo pareça simples, nos deixando tranquilos e calmos para essa hora que tanto esperamos.
Obrigada por tudo
Gizele da Cunha

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *