1-   Por quê você decidiu ter uma Doula?
Por ser meu primeiro filho e por como todas as mamães de primeira viagem estar consumida pelas duvidas e pela insegurança, achei fundamental me cercar de pessoas com experiência que pudessem me orientar.

2-  Como descobriu que era uma doula e como escolheu a sua?
A médica que fez a primeira parte de meu pré-natal nunca havia me falado desse tipo de serviço, mesmo sabendo da minha decisão pelo parto natural. Por essas coincidências divinas ela teve que se afastar e me indicou o Dr. Fernando Pupin que já na primeira consulta me falou do que era uma Doula e me entregou um panfleto da Cris. Liguei e na hora soube que estava ali a solução para todos os meus problemas.

3- Como foi ter uma doula no parto?
Foi maravilhoso e decisivo para que um parto tão bom não se transformasse em uma cesariana desnecessária. Por mais que tenhamos claros os nossos objetivos, tem uma hora que parece que não vai dar , que pode acontecer algo de ruim com o bebê, e é nesse momento que o anjo intitulado como Doula entra: ela acalma, esclarece, conforta, brinca, transmite segurança, conforto, carinho, apoio, e nós mamães, não precisamos nos preocupar com mais nada porque ela esta lá.

4- Como foi o trabalho de parto e parto? Se pudesse voltar atrás,faria algo diferente?
Hoje não me lembro de mais nada que tenha sido ruim. Então posso dizer que foi muito bom. Se pudesse mudar algo gostaria de ter ficado mais calma durante a saída da Alice. Pirei porque achei que ala pudesse ficar sem oxigênio quando ela estava coroando. Pode? Na próxima vez vou escrever numa cartolina que o bebe respira pelo cordão umbilical e colocar na minha frente no parto. Rsrsrsrs

4- Você acredita que o parto tem alguma relação com a personalidade do bebê?
Acredito que não tem a ver com a personalidade mas com o comportamento pós parto.

5-  No próximo filho, pretende ter parto normal?
Sim e com doula.

6- O que você gostaria de dizer aos casais a espera de um bebê?
Que ter uma pessoa do nosso lado nesse momento decisivo é muito importante.

7-   Como é a vida após a chegada do bebê?
Sabe o que ficar a noite toda ninando o bebe, cansada, e lá pelas quatro da manhã ele da um sorriso e você esquece todo o cansaço, o mau humor e simplesmente sorri de volta e lembra de todo o amor que você sente por aquela coisinha. É isso. Correria, adaptação, mas cima de tudo uma felicidade incrível.

8-  Você ficou satisfeita com o trabalho da doula e com o parto?
Muito mesmo. Tudo teria sido diferente se não fosse a doula. Ela foi fundamental para que tudo desse certo. Mais um pouquinho e o obstetra só teria vindo para cortar o cordão. Foi muito bom ter a Cris conosco.

 9-  Deixe um recado:
Muito obrigada Cris, mais que uma profissão você exerce um dom, que Deus te abençoe como você tem abençoado as vidas dessas mamães e bebes. Continue sempre incentivando o parto natural e as cesáreas necessárias. Somos eternamente gratas a você. Até 2015.

Quer relembrar o parto da Andreza?
http://crisdoula.com/?p=1129


1 comentário

May · 24 de abril de 2012 às 23:45

Cris. To apaixonada pelo teu trabalho e por partos humanizados.
Eu sou bem nova, não tenho filho nem marido ainda, mas certamente quando estiver na hora de ter o meu bebê escolherei uma doula e se possivel optarei pelo parto humanizado, que forma linda de chegar ao mundo.

Parabéns.
Beijod

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *