Juliana com Antônia no colo, pouco depois de seu nascimento, no banheiro de casa.

Juliana com Antônia no colo, pouco depois de seu nascimento, no banheiro de casa.

Na madrugada de sábado para domingo, nasceu essa menina linda da foto, a Antônia! Cada parto é único e especial, mas o dela se destacou esse mês. Por quê? Ela nasceu em uma noite de lua cheia, em um parto tsunâmico, que não durou mais de 30 minutos entre a ruptura da bolsa, as primeiras contrações e o nascimento. Sendo o primeiro bebê da Juliana, o parto foi extremamente rápido e incomum. Apesar de não ter sido planejado assim, no banheiro de casa, foi segundo seus pais, PERFEITO e LINDO! Um casal muito unido, preparado, que soube receber Antônia de forma tranquila e 100% natural. Com a permissão do casal, resolvi divulgar algumas fotos, para que as pessoas entendam que essa é a essência do parto.

Parto é instinto, é privacidade, conforto, calma, confiança no corpo e na natureza. Antônia chegou ao mundo perfeita, nas mãos do pai, e eu e a obstetra chegamos apenas a tempo do nascimento da placenta. Como não foi um parto domiciliar planejado, fomos todos juntos para a maternidade Ilha, que recebeu o trio com muito respeito e carinho. Quero deixar registrado aqui os meus parabéns ao casal, que quando percebeu que não daria tempo de sair de casa, providenciaram toalhas limpas, aquecedor, e mantiveram Antônia quentinha!!

Parabéns a Dra Juliany Silva, que foi comigo até a casa da família, ajudar nessa transição para a maternidade. Quero agradecer a equipe da maternidade, que não separou  mãe-bebê durante a avaliação pediátrica, que respeitaram suas escolhas de não dar banho e  realizar o colírio oftalmológico, continuando com um tratamento humanizado no pós-parto.

Viva o parto natural!!!!

O que fazer se meu bebê nasce em casa por acidente?
Eu sempre oriento uma coisa: mantenha o bebê aquecido! Não se preocupe em cortar o cordão, em tirar placenta, desobstruir as vias aéreas, o bebê só precisa ir para o colo da mãe, contato pele-a-pele e ficar aquecido. Se o bebê não ficar cor de rosa em seguida, ou não parecer bem, chame o SAMU.

O que fazer depois?
Se seu parto não foi planejado, certamente você deve ir para o hospital, para que o bebê possa ser examinado por um profissional, assim como a mãe, e ambos receberem os cuidados necessários. Se a placenta sair em casa, coloque-a em uma sacola (ainda conectada ao bebê) vista o bebê, e siga para a maternidade. A placenta pode ficar conectada ao bebê sem problema algum. Se não sair (ou se quiser separar o bebê da placenta) você pode amarrar o cordão em dois lados, pode ser com um barbante, e cortar com um tesoura entre os dois nós. Só não pode esquecer de amarrar tanto o pedaço que fica na placenta, e nem o pedaço de cordão que sobra no bebê.  Se for um parto planejado, ligue para sua equipe e aguarde.


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *