Conheci a Ana Paula e o Alex quando eles vieram na minha casa pra tirar dúvidas sobre o acompanhamento de doula após terem achado este site.
Ela fazia acompanhamento com um obstetra a favor do parto natural, mas que estaria indisponível para seu parto, então ela me pediu indicação de obstetras que acompanhariam seu parto respeitando seu maior desejo: um parto totalmente natural! Conversamos e indiquei alguns, mas eu sabia que ela gostaria de um deles em especial, e foi quem ela escolheu para marcar uma consulta.

Naquele mesmo dia ela e o marido Alex, fecharam o acompanhamento, se sentiram muito seguros em ter uma doula com experiência, que acredita no mesmo que eles, e Alex ficou muito entusiasmado em saber que eu falava Inglês, já que ele é americano e está aqui a apenas 6 meses.
Uma semana depois, quando teríamos a nossa consulta, precisei desmarcar por conta de outro parto que estava acontecendo, ela estava com algumas contrações.

E no dia 03/05 as contrações aumentaram e diminuíram,e na madrugada ela perdeu o primeiro jato de líquido amniótico.
O dia seguinte veio e ela foi numa consulta com a Dra Roxana, que ficou preocupada com os batimentos cardíacos do bebê, pediu que eles fossem almoçar e voltar para nova avaliação. A tarde eles fizeram a internação na maternidade, com 3 cms de dilatação e com bolsa rota, era importante continuar monitorando já que ele mexia pouco.

Eu já estava lá, estava acompanhando outro parto e uma indução ao mesmo tempo, já que nenhuma das outras duas doulas back up estavam disponíveis para partos no dia. A noite chegou, os outros dois bebês nasceram, a indução não funcionou e infelizmente virou uma cesárea, e o outro parto evoluiu lentamente para um lindo parto com o cordão mais curto que já vimos, media um palmo ( uns 10 cm).

Ana continuava sem contrações regulares, conversamos com ela para saber como se sentia, estava cansada pois não havia dormido nada desde a noite anterior. A esse ponto Valentino se mexia bastante e o batimento estava melhor.  A dilatação tinha evoluído para 5 cms, mais tarde 6 cms, mas ela ainda estava em fase latente. Como seu desejo era um parto totalmente natural, pedimos que ela e Alex fossem dormir. Dra Roxana foi descansar e eu acostumada com meu horário de vampira fiquei acordada na madrugada, ajudando no pós-parto das minhas duas outras doulandas e confraternizando com os funcionários  da maternidade.

As 4 da manhã antes de ir dormir, fui para cozinha da maternidade, e com muita simpatia consegui junto de uma téc enfermagem, que a copeira deixasse que eu fizesse um chá para Ana Paula.

Caprichei na canela, no cravo, pimenta preta, chocolate e o que mais eu havia levado na minha mala de doula.Entreguei 1 litro de chá no quarto da Ana, e pedi que ela bebesse o quanto pudesse, adoçando se necessário. Dra Roxana foi monitorar e eu achei um sofá na outra ala e dormi por ali mesmo ( doula faz cada coisa rsrs). Acordei as 07:30, não dava mais pra ficar longe, não conseguia dormir de verdade, só cochilar.
Voltei para o quarto, agora estavam na sala de parto, ainda com a mesma dilatação, mas o trabalho de parto ativo havia começado as 5 da manhã
(pensei OBA, o chá fez efeito!)

Ficamos acompanhando, orientando, e depois de uma bela caminhada e banheira, ela pediu para dormir novamente. Ela e Alex ficaram juntinhos descansando, e eu dormi sentada numa poltrona. Uma hora depois ela levantou pois não queria mais descansar, e estava com 7 cm. O tempo passou e ela foi pra 8, depois de um tempo 9cm. Assim ficou por horaaaas, a sensação de dor era bem intensa, mas ela nem pensava em analgesia.
Depois a Rox sugeriu um toque um pouco mais dolorido que ajudaria a tirar aquele restinho de colo, Valentino forçava para sair, e Ana Paula aguentou firme e forte, o colo saíra e Valentino descia.

Algumas forças e sua cabecinha começou a aparecer, depois ela começou a acocorar no chão, Alex chorava de emoção ao ver a cabecinha do filho no espelho. Ela entrou na banheira ( queria muito um parto na água), e não demorou nada para que a cabeça saísse, e com muita tranquilidade ele nasceu. Alex queria pegá-lo então Rox ajudou, e ele entregou nos braços na Ana.

Alex dizia: Meu filho, meu pequeno filho! / Alex said: My son, my little son!


A obstetra/parteira fazendo a impressão da placenta / The midwife making the placenta impression.

Valentino nasceu em um parto sem qualquer intervenção, com mais de 36 horas de bolsa rota, apenas 5 horas de tp ativo por causa da dedicação de Ana e Alex. Eles sabiam exatamente o que queriam, e mesmo quando eu e Rox nos preocupávamos com que Ana ficasse muito exausta,
ela afirmava que conseguia esperar e nós acreditávamos nela.

Ana and Alex,
You are a special couple, it was beautiful to see how you did everything together, the love, support, you can do anything. Valentino could not have chosen to be born with better parents, congratulations from the bottom of my heart.
Congratulations also to the grandmothers, both grandma who was present and who was in the states calling happy and anxious for news. You should be very proud of them.

Thank you  Dr Roxana for the incredible  patience and dedication.
Thank the employees of the Ilha Hospital e Maternidade  for being so kind to me, letting me do what I needed to help them.

Cris Doula
Mother of Sofia,
very happy to witness moments so unique.


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *