Parto-Natália-30

MOMENTO MÁGICO

Já faz 4 meses e parece que foi ontem. Teria tantas coisas para contar… tantos sentimentos para descrever, mas serei breve em meu relato. A emoção de ter um filho é indescritível, a melhor sensação do mundo. Sempre sonhei em ter uma família e já pensava naquela época da adolescência como seria o meu parto e é claro que pensava no parto natural, não sei bem se foi influência da minha falecida mãe que sempre relatava sobre o seu parto que foi sofrido, na época. Grávida do meu irmão sofreu até as últimas conseqüências e então, meu irmão entrando em sofrimento fetal, partiram para uma cesariana.

O médico estava desenganado ao ponto de ir conversar com o meu pai e dizer-lhe que talvez somente minha mãe saísse viva da sala de operação. Mesmo assim, minha mãe sempre me dizia que parto normal seria a melhor opção para uma mulher… me contou que quando ficou grávida de mim, o tal médico nem cogitou a situação de fazer um parto normal foi direto a cesariana marcada… minha mãe contou que foi o processo mais angustiante da vida dela, pois ela tinha a sensação que eu ainda não estava madura para nascer…  talvez estes relatos tenham influenciado na minha escolha e fico feliz que tenha sido pelo natural, pelo simples e pela emoção, pois hoje lembrando do dia 26 de março de 2013 a mais ou menos 3h da manhã pude confirmar o sentimento mais puro” o amor de uma mãe”… que já começa a sofrer e abrir mão dos seus caprichos por um ser tão pequenino… as dores começaram.

Meu esposo que é médico cirurgião, isto mesmo, cirurgião, e que sempre me apoiou na minha decisão de parto natural, fez um exame de toque e me confirmou dilatação de 2cm… como moro em Imbituba/SC decidimos esperar mais um pouco para ver como se daria a evolução da dilatação. Quando 5h da manhã, decidimos partir para Floripa, pois as dores aumentavam… Durante todo o percurso diante das dores do parto eu pensava comigo mesma… “minha Natália vai nascer”… era um misto de dor, medo, insegurança, felicidade e um amor que nunca senti antes… um amor diferente… incondicional… No meio do caminho meu esposo liga para minha doula avisando da nossa chegada a maternidade… a partir daí todo ritual e concentração se pendeu para a chegada da Natália… foram 12 longas horas de sofrimento desde as primeiras contrações… mas me recordo de uma banheira iluminada pelo sol que sem timidez avançou os seus raios solares para dentro da sala de parto deixando-a de uma forma mais branda, mais quente, mais aconchegante, posso até dizer que deixou com um ar transcendental.

Minhas dores cada vez mais aumentavam me deixando em muitos momentos em desespero e até com vontade de desistir… mas graças ao meu esposo e a minha querida doula que me apoiaram e me incentivaram, fui até o final… entrei em muitos momentos no mundo da partolândia… tive ausência… sono… cansaço… mas também tive carinho, amor e compreensão e acima de tudo… exatamente as 16:15 tive a minha Natália, meu amor, meu tudo.  Lembro-me do silêncio longo que era quebrado pelos meus “urro” de dor e pela voz doce e meiga da Cris me incentivando e me trazendo energias positivas.

Obrigada Cris! Cada vez que lembro do meu parto, tenho em mente que a melhor coisa que eu fiz foi ter tido uma doula, vc estar do meu lado naquele momento entre outras coisas, me deixou muito mais segura… Obrigada de coração pelo carinho e pelas longas e duras massagens… hehehe!

Quero também agradecer de coração as outras 3 pessoas que estiveram ativamente no meu parto… Helvio Rossetto, meu anjo amado, que sempre me apoiou, incentivou e me respeitou nesta decisão. Ao Dr. Fernando pelo respeito, incentivo e carinho. A Carol Dias, fotógrafa que eternizou o momento mais lindo das nossas vidas (Minha, do Helvio e da Natália).

Para ver fotos do parto clique aqui


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *