12823371_595585283923192_5824423112452768671_o

Minha primeira gravidez foi em uma fase bem difícil em minha vida. Aos 3 meses de gravidez perdi meu Pai para um câncer, e ainda era muito imatura pra saber lidar com uma gravidez. Quase não me informei muito sobre os principais assuntos. Então Hélio nasceu de uma cesariana sem qualquer motivo aparente, quer dizer a médica disse que eu não iria conseguir parir um bebê de 4 kg, e que eu tinha a bacia pequena.

Ok, naquele momento foi um susto enorme, como era minha primeira gestação eu mal me informei sobre essas coisas, e fiquei sem saber entender. Simplesmente confie naquela médica que nunca tinha visto na minha vida e pensei que ela pudesse estar certa né?! Naquele momento eu nem cogitei que era uma furada, e em alguns minutos estava eu sendo levada para sala de cirurgia (com 6 cm de dilatação em trabalho de parto)! Até hoje lembro daquele ambiente frio e aparentemente sujo, lembro de suar frio, vinha um grande embrulho na garganta com uma vontade de sair dali correndo, medo muito medo.

Foram 2 tentativas de anestesia, simplesmente eu não conseguia parar de tremer ao pensar naquela agulha, e sem contar na grosseria que o anestesista foi naquele momento, logo me deitei as pressas. E a partir dali eu me sentia desamparada, DESESPERADA!! Só chamava pelo meu parceiro, fiquei com o coração a mil, com a respiração completamente ofegante e desesperadora, lembro que quando o augusto entrou na sala ficou pálido e preocupado com a minha respiração, mas logo que vi ele ali ao meu lado me senti melhor. Então a partir daquele momento a médica me dizia o que estava acontecendo no momento que ela me “rasgava” , foi então que ela disse que sentiria uma grande pressão,  realmente eu senti a como senti, parecia algo arrancando meus pulmão !!

E ali veio ao mundo o Hélio sem se quer dar um choro,fiquei aflita, mas logo ele chorou e foi onde a enfermeira levou ele até a mim, para poder ver aquele rostinho que me encantaria pelo resto da minha vida. Foi uma experiência e tanto foi uma recuperação suuuper dolorosa, sim eu senti muita dor, terrível, eu chorei, vomitei, sofri com enxaquecas por 2 meses sem parar, foi doloroso demais pra mim. Sorte das que dizem ter tido uma recuperação boa e sem dor! Pq pra mim não foi nada fácil. Depois tempos se passam e quando Hélio completa 9 meses, eu descubro que estou grávida novamente. É, foi um baque!!!

E dessa vez seria tudo diferente, seria uma menina e eu tinha um sonho, eu tinha um objetivo e me sentiria eternamente uma fracassada se não lutasse por ele, até então foi onde eu pesquisei li muuitos blogs, relatos de parto natural “partos lindos” e “partos nem tão faceis” vi que seria algo tremendo, e como é! Mas algo muito recompensados e gratificante, pesquisei mt e achei a Cris. Ebaa! Haha achei através de um grupo no face onde uma fonoaudióloga Cristiane me colocou,  agradeço muito a ela.

Então logo fui conversar com a Doula Cris e marcamos um encontro, a primeira consulta, e a partir dai eu fui entrando no meu novo mundo de “partos naturais”. Vi várias vezes o “Renascimento do Parto”, li muuuitos relatos no blog da Cris e fui me imaginando em vários hehe. Então meu único medo nessa história toda era sobre eu ter uma cesaria beem recente, logo a Cris me explicou sobre essa situação e era algo com muuito pouco risco de uma ruptura uterina ou “outras complicações”, fui ao longo da gravidez levando alguns esporros por não se alimentar direito e descobri que estava com intolerância intolerância lactose e fui internada com 15 semanas, foi um SUSTO! Credo!! Mas não foi nada grave e tudo estava mt bem, bebe estava ótima e logo eu melhorei tb, fiz todos pré natais e exames tudo certinho, e tudo sai sempre lindo e tudo nos conformes hehe ♡ ficava cada dia mas ansioosa com meu parto e tb um certo medo, medo de não conseguir e de alguma complicação por causa da minha cesaria recente, mas vi que qualquer parto corremos risco mesmo sem uma cesaria tão recente!

12794682_595938617221192_8871597109912961310_o

Agora começa os pródomoooos que coisinha é essa Cris? Haha lembro que incomodei a Cris horrores com esse “bicho papão” eu juro que dizia começa logo o TP!! Kkk acho que foi umas 3 semanas de pródomos e eu la no whats reclamando pra cris, haja paciência com uma grávida ansiosa. Foi que em uma tarde mt linda fui levar meu filho a pediatra e comecei a sentir umas contração mas “chatinhas” , eu fui suportando a cada uma que vinha, reagindo super normal. Até que chegou a noite e fui me deitar com meu filho e comecei a sentir que o bicho tava pegando fogo kkk “diz a Cris que foram contrações fraquinhas, coisinha de nada” kkk mas ali ja não conseguia mas dormir e eu rebolava, só não fui até o chão rsrs (brincadeiras a parte), então foi que eu chamei a minha sogra e disse que estava ficando insuportável aquela dor, pra mim era rsrs pra uma grávida que nunca pariu aquilo era uma dorzinha perturbante.

Liguei pro Dr. Marcos o Pablo atendeu, ele estava viajando então Pablo me mandou pro Ilha e já fez a minha internação por eu morar mega longe do Ilha. Saindo de casa já mandando um whats pra cris avisando sobre a internação, chegamos a maternidade as 04:00 hrs da madru se nao me engano e a Cris estava lá, fui pro quarto e comecei com a bola e assim foi uma madrugada ou quase “dia” resumida em rebolar rsrs eu caminhei, rebolei e tomei algumas chuveradas quente, mas oque realmente eu mas me sentia “confortável” era na bola!

12802893_595938667221187_1345280672728164520_n

Estava com apenas 3 cm de dilatação, e depois eu peguei um plantonista, passei por uma médica e dois médicos foi então que quase fui mandada de volta pra casa por acharem que poderia demorar muito ainda, e de repente fui pra 5cm e me deixaram mais um pouco pra ver no que dava (as contrações espaçaram depois da internação), e eu caminhei horrores com a Cris hehe, e eu já estava mais animada pois achei que eu iria pra cesárea pq já tinha ficado desanimada com a médica me falando que eu deveria voltar pra casa, imagina ter que voltar pra casa?

Aí não me conformava mas algo me dizia pra esperar e ter fé. E foi assim, quando decidi voltar ao quarto depois da caminhada fui atendida por outro médico o Fernando Pupin, e ali ele me examinou (19h da noite, quer dizer, 15 horas internada) eu estava com 6 cm e eu já estava super cansada, com muito sono foi exaustivo! Até que o Fernando furou a minha bolsa e plim plim, a coooisa ficou séria hahaha

Eu só queria gritar e gritar a faaazer muita força, fui levada pra sala de parto não deu nem tempo de por uma roupa em mim kk estava “nua” então a Cris e o Augusto me cobriram de toalhas e fui levada lembro de estarem enchendo a banheira ainda porque teve um outro parto a alguns minutos ou horas, sei la. Então fiquei la no chuveiro gritando muito e de repente não tinha mais mundo, eu só queria gritar rsrs a Cris teve que repitir alguma vezes pra que eu saísse dali, pq não iria dar mas tempo, eu teria que me sentar no banquinho, então o Augusto me levantou e já estava coroando, fui levada ao banquinho e parir ali rapidinho, um expulsivo rápido e lindo demais queria poder voltar naquele momento mágico.

Ai como eu amei a dor aquele momento, mais lindo ainda foi não levar nenhum pontinho hehe. Quero dizer que foi fundamental a presença da Cris e do Augusto em meu parto, dizer que eu adorei o Fernando Pupin, foi tudo lindo e do jeito que eu sonhei, a Cris foi uma ajuda e tanto no meu TP, a gente conversou bastante ela me ajudou a respirar mas contrações pq esse era um dos meus probleminhas maiores, de repente me dava uma fobia por o ambiente estar muito fechado e respirava meio ofegante, fora a ansiedade né!

Mas tudo foi se encaixando a se ajeitando, a Cris dizia que nem parecia que eu estava em TP kkk pq minhas contrações eram franquinhas :O

Eu reagi bem com a dor na hora das contrações, dizer que realizei um sonho é um prazer enorme, uma alegria sem fim! Amei tanto essa experiência, queria muito ter passado o mesmo no parto do Hélio que tb foi emocionante pela chegada dele ao mundo, mas não pelos procedimentos cirúrgicos! Essas experiências vão ficar marcadas em mim pro resto da vida, me pego sempre pensando no parto da Helena que da vontade de voltar naquele dia e sentir tudo de novo. Foi tudo do jeito que eu queria, um parto natural depois de uma cesárea !

Estou completamente realizada e satisfeita, nunca, jamais me esquecerei da cesárea e do Parto Natural, levo comigo cada momento do nascimento dos meus filhos e amarei eles igualmente e imensamente até o último dia de minha vida! Obrigada a Cris, ao Augusto meu parceiro, ao Fernando e a Cristiane que me pôs no grupo Haha

A Cesária do Hélio foi no dia 29/05/14 na maternidade Santa Helena, e o nascimento da Helena foi dia 07/11/15 na maternidade Ilha .

Hélio nasceu pesando 4,100 kg e 51cm
Helena nasceu pesando 2,865 kg e 47cm esse foi um relato de uma mãe que sonhou com um parto humanizado e conseguiu realizar esse sonho, graças a Deus, a esses anjos que Deus pôs no dia do meu parto e a minha força de vontade de parir de se descobrir uma mulher inteira!


1 comentário

Kemellyn Sagas · 8 de março de 2016 às 23:50

Linnndo relato amiga te admiro muito por sua força de querer as coisas e ir atrás sem ao menos se importa com oque “os outros pensam” continue sempre assim e sou muito privilegiada em poder ser madrinha da Helena amo muito ela sério quando vou ai nao da vontade de larga ela linda demais parabens amiga continue essa mulher admiravel❤Amo❤

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *