13139027_818763688260729_1727248518887129187_n

Sempre quis parto normal desde muito antes de engravidar já tinha essa opinião, mas não tinha informações sobre, assim que engravidei na primeira consulta com a obstetra já mencionei sobre isso com ela, e lá veio o primeiro desânimo, ela me desanimou totalmente, disse que não era bem assim e mencionou que poderia fazer meu parto agendado caso eu decidisse.

Estava desanimada com tudo aquilo, mas não desisti e fui buscar informações, e numa conversa uma amiga bem próxima minha me indicou a Cris, doula que ajudava no parto normal entrei em contato com ela para agendarmos uma consulta e de cara me senti muito mais motivada, fechei com ela, e ela me adicionou no grupo, comecei a ver os relatos e vídeos de parto e não tinha nenhum em qual eu não chorasse.

Pra mim tudo aquilo era muito forte e eu sabia que tinha que me preparar para aquele momento. Mas a medida que o tempo passou fui me aprofundando no assunto, assistia vários vídeos, comprei o livro “parto ativo” no qual foi uma ajuda e tanto, e também fui tirando minhas dúvidas tanto no grupo quanto nas consultas, depois de muita informação fui entender a diferença entre o parto normal e o parto humanizado.

Eu estava decidida, se fosse pra ter epsiotomia, uso de fórceps, analgesia eu preferia ir pra cesárea. Passando os dias e cada dia estava mais ansiosa, medo de passar das 40 semanas e o bebê ficar muito grande e eu não conseguir, a última ultrasom que fiz foi com 32 semanas, já não queria saber o peso dele pois se fosse grandão demais tinha medo de travar na hora, então deixei as coisas acontecerem.

Na madrugada do dia 16/05/16 as 3:00 horas, eu estava com 38 semanas e quatro dias, a bolsa rompeu, muito preocupada na hora liguei pra Cris, ela perguntou sobre a cor da água, falei que estava clarinha, mas com um pouco de sangue, ela disse que estava dentro do normal, fiquei muito mais tranquila tomei um banho e voltei a dormir. Quando amanheceu, fui caminhar, fiquei ativa durante a manhã fiz almoço, tomei um banho bem demorado, fiz alguns agachamentos no chuveiro e às 14:00 chegamos ao ilha.

Na consulta já cheguei com 5 cm de dilatação, sem dor, só umas cólicas muito fracas que iam e vinham. Na verdade quando o médico falou que estava com 5 cm fiquei muito feliz, pois não senti dor. Fui internada, ficamos eu e meu marido no quarto e a orientação da Cris foi para que eu deitasse e descansasse pois podia demorar, quando foi umas 18:30 o médico passou no quarto e disse que se eu não entrasse em trabalho de parto teria que entrar no soro(ocitocina) mas eu não aceitei, falei pra Cris que ia para o chuveiro ela disse to indo ai.

Fiquei 40 minutos fazendo agachamentos de baixo do chuveiro, quando sai ela ja tinha chego, me vesti e fomos caminhar pelo pátio, as contrações ja estavam bem mais fortes, voltamos e fiquei na bola depois agachei um pouco segurando na cama, quando percebi já estava entregue a partolândia, a dor vinha mas a emoção de pensar que ele estava descendo, que iria nascer logo mais já era tamanha que esqueci de tudo, descemos para a sala de parto já não tinha muito intervalo as contrações, fui direto para o chuveiro, quando vinha as contrações me agachava, enjoos, calafrios..

E a vontade de fazer força veio, Já estava nascendo e a Cris chamou o médico que estava no plantão, saí do chuveiro fui para o banquinho e força, só que estava difícil, não estava conseguindo, falei pra Cris e para o médico que não estava conseguindo, queria mesmo ir para a banheira, lá tinha certeza que conseguiria, então fui, e mais duas forças e nasce Gabriel.

image1 (2)

Maior emoção da minha vida, é um amor que transborda, e a sensação é de missão cumprida.

Agradeço a Cris ela fez toda diferença e a toda equipe foram todos maravilhosos!!

Rafaella Meurer

 

 

 


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *