12036513_1495656500756879_4262423739289766837_n

Ontem aprendi que as coisas nem sempre acontecem como queremos ou planejamos, mas que todo esforço é recompensador!
Vou falar um pouco da chegada do Heitor para vcs!

Na segunda feira dia 14 eu comecei a perda do tampão, avisei a Cris mas não me animei pois sabia que o trabalho de parto poderia ainda levar dias, eu estava apenas de 38+4! Na madrugada de segunda para terça próximo das 1:30 eu tive a surpresa do rompimento da bolsa, porém fora do trabalho de parto. Imediatamente comuniquei a Cristina Melo (tadinha, estava quase saindo do Ilha depois de quase 20 horas lá acompanhando outra doulanda), e o médico Dr Fernando. Ambos me disseram para relaxar e descansar pois o líquido era incolor (não indicando mecônico ou outra alteração) e o trabalho de parto ainda poderia demorar a “engrenar”. Tentei, juro que tentei relaxar, mas as contrações logo vieram, hora com 3min, hora com 5min de intervalo, como moro em Santo Amaro da Imperatriz o trânsito poderia complicar com o amanhecer e resolvemos em ir para o Ilha e avaliar.

Chegando lá fomos atendidos pelo plantonista, decepção, apenas 1cm de colo grosso. Conversamos com o médico o qual faríamos o chamado e informamos que nos a intenção era internar por conta da distância casa x maternidade. Assim fizemos.
Iniciamos antibiótico por conta do strepto positivo e logo as 8h novo toque e continuava com 1cm. Optamos junto com o médico com indução para afinar o colo do útero e permitir que o mesmo viesse a dilatar. Até então tínhamos plena noção que não estávamos em trabalho de parto ainda, porém desde as 3h da madrugada eu sentia as contrações bem intensas. Nova avaliação próximo das 13h, continuava com colo grosso, posterior e 1cm.

A Cris também chegou nessa hora. Lá fomos nós encarar a tarde com as contrações para ver se evoluía.
Banheira, bola, massagem, até que perto das 19h cheguei em um limite. Não identificava mais as contrações, se tornaram uma só como se não cessassem ou não tivessem intervalos. Não tinha força mais nem para vocalizar ou gemer… só queria ficar quietinha e aguardar a nova avaliação. O sonho do parto natural estava indo embora e eu já estava pensando seriamente nas alternativas caso não estivesse evoluindo.

12348264_1530812097241319_2115125276_n
O médico chegou, avaliou, e disse: “continua praticamente igual, temos duas opções:
Mais um comprimido para tentar afinar o colo e permitir a dilatação, porém não poderá fazer uso de analgesia antes dos 5cm (ainda continuava com 1cm). Ou uma cesárea.”
Confesso que já havia pedido uma cesárea durante as contrações, pedia cesárea, analgesia, tudo. Mas nesse momento foi a hora de pensar com a cabecinha e não com a dor.

Eu decidi, eu apenas! Optei pela cesárea, já não tinha mais forças e mal tinha me alimentado durante o dia, pois tudo que comia voltava. Estava fraca, cansada físico e psicologicamente. No momento da minha decisão fui apoiada pelos 3, médico, doula e marido (ambos compartilharam as quase 17 horas de contrações e esforço que eu tive para realizar o sonho de parir o Heitor, ambos durante o dia e por diversas vezes me ajudaram a não desistir e tentar, mesmo a cada decepção de toque sem evolução).
Escolha feita, lá fomos nós para o CC, não me lembro muito mas foi bem rápido, as 20:40 ele já estava no colo do papai, lindo e calmo.

12312312_1530812127241316_1134915938_n
Após a sutura, a Cris já o trouxe para mamar na recuperação. Ao chegar no quarto nova mamada bem sucedida, a primeira coisa ao acordar hj? Mamou!

12336402_1530812133907982_1545870223_n
Se estou frustrada? Não por não ter tentado, mas apenas por não ter evoluído, tanta dor por 1cm. Mas cada parto é um parto e resolvi não tentar entender!
Se estou arrependida de não ter tentado mais? Jamais, fiz o que pude, cheguei ao meu limite!
Será que poderia ter dilatado caso eu tentasse a segunda dose? Não sei, e nunca saberei…

O importante é ver esse pacotinho de amor aqui comigo, mamando como sempre quis, e saudável!
Agradeço muito por toda atenção, carinho e paciência de 3 pessoas, meu amado marido Dirceu Gamba, a querida e competente doula Cristina Melo e ao querido e humano médico Dr Fernando Pupim que estiveram comigo e me apoiaram em tudo sendo competentes o suficiente para sempre expor os prós e contras de cada opção que tínhamos a disposição e decisão a tomar.
Bjos a todas! E boa hora para as que vão parir!

Maria Elisa Esser

12335898_1530814073907788_71808883_n


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *