Imagem do facebook

Imagem do facebook

Existem razões médicas para uma mulher ter seu bebê antes de entrar em trabalho de parto naturalmente. Por exemplo, se uma semana ou mais passar da data prevista do bebê , os médicos podem precisar induzir o trabalho de parto. Ou se a mulher ou o bebê está em risco, os médicos podem precisar  retirar o bebê através de uma cesárea.

Estes tipos de nascimentos pode salvar vidas. Mas a pressa de um bebê nascer, apenas para torná-lo mais conveniente para você ou para seu médico, pode aumentar os riscos de sérios problemas para você e seu bebê. Aqui está o porquê:

A termo é melhor

A gravidez a termo dura pelo menos 39 semanas. Claro, alguns bebês naturalmente chegar mais cedo. E complicações durante a gravidez podem fazer com que o nascimento antecipado seja a escolha mais segura. Mas a maioria dos bebês precisam de 39 semanas para se desenvolver plenamente. Partos induzidos ou antes do previsto – sem uma indicação real – não é o  melhor para bebê ou mãe.

Entre 1990 e 2007, houveram  menos nascimentos a termo, e quase o dobro de bebês nascidos em 37 e 38 semanas. Uma das razões para isso é que  tornou-se mais comum para as mulheres  agendar uma cesárea eletiva ou ter um parto induzido antes de sua data prevista. Alguns hospitais têm tomado medidas recentes para reduzir nascimentos precoces desnecessários, mas ainda muitos nascimentos estão sendo agendados por conveniência.

Carregar o bebê até que complete 39 semanas trás benefícios importantes para o bebê e para a mãe. Por exemplo, durante as semanas 37 e 38, os pulmões do bebê e seu cérebro ainda estão em desenvolvimento. O bebê também ganha gordura durante este tempo, o que ajuda o bebê a manter uma temperatura corporal saudável.

Bebês induzidos ou nascimento de cesárea antes das 39 semanas tem mais chances de problemas respiratórios e para se alimentarem, icterícia, e precisarem de cuidado intensivo após o nascimento. Eles também correm mais risco de ter paralisia cerebral, o que pode afetar o movimento, audição, visão, pensamento e aprendizado. E, mesmo o risco de morte ser baixo, é maior em bebês nascidos antes das 39 semanas.

Mulheres que carregam o bebê até 39 semanas também sofrem menos de depressão pós-parto. Isso pode ser pelo fato dos bebês apresentarem menos problemas do que os nascidos antes.

Deixe a natureza seguir seu caminho

Para se preparar para o parto, o colo do útero fica macio e afina. Enquanto isso acontece, a abertura dele fica maior, ou dilata. Mas se seu colo ainda não faz isso, mesmo você estando com 39 semanas de gestação, você não deve induzir seu parto sem uma razão médica.

Se seu corpo ainda não está pronto, seu parto provavelmente não será fácil. Por exemplo, você estará aumentando as chances de precisar de uma cesárea, especialmente se está parindo pela primeira vez. E seu bebê estará mais propenso a precisar de cuidado intensivo depois do nascimento (UTI).

Quando quando o colo mostra sinais de que está pronto, existem motivos para deixar que o parto aconteça no seu tempo. Partos naturais geralmente são mais fáceis e curtos do que partos induzidos. E você pode passar a maior parte do tempo em casa, se movimentando e ficando o mais confortável possível.

Do outro lado, um parto induzido é feito no hospital. Você provavelmente ficará conectada a um aparelho médico, incluindo pelo menos um acesso intravenoso, e um monitor fetal. Você receberá medicamentos para iniciar o trabalho de parto, e provavelmente ficará sem comer ou beber líquidos.

Quando você deve induzir o parto?

Uma indução de parto tem justificativa quando existe uma indicação médica, como sua bolsa romper e o trabalho de parto não iniciar. Você também pode necessitar ser induzida se passar de uma a duas semanas da data prevista.

Fonte http://www.choosingwisely.org/doctor-patient-lists/delivering-your-baby/

Tradução: Cristina Melo


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *