elis couto

Conheci a Elis quando ela tinha uma clínica de estética, eu fazia massagens maravilhosas com ela, e acompanhei sua barriga crescendo. Tínhamos a mesma obstetra, uma história muito parecida, recomendei que trocasse de médica, mas infelizmente sua história teve o mesmo fim que a minha: Uma cesárea desnecessária.

Esse é o relato de uma mãe, um relato comum no Brasil. Mulheres acompanhadas por obstetras que preferem a cesárea,  mulheres sem apoio da família para lutar por um parto natural,. Mulheres e que não tiveram uma doula que as ajudasse a se empoderar.
Obrigada por compartilhar sua história comigo.

 

“Meu sonho sempre foi ser mãe! E, com esse sonho, o medo da hora do parto…
Minha irmã é guerreira, teve seus filhos de parto normal, NORMAL e não natural e mesmo assim super recomenda, já minha mãe teve todos de cesárea, minha sogra teve cesárea, amigas com cesárea (cabelo, depilação e unhas bem feitas para o parto)!

Quando engravidei nem pensei em parto, queria mesmo era curtir aquele bebezinho que estava ali dentro de mim, aí com 12 semanas, no dia do ultra morfológico o médico que realizou o exame perguntou minha profissão: “Terapeuta ocupacional e Professora de Yoga!” Na mesma hora ele falou: “Então seu parto será tranquilo, na posição que você quiser… tens flexibilidade para isso”.  (e quem não é terapeuta, nem profe de Yôga… como têm seus filhos?)

Saí de lá com o pensamento, parto?! que parto?!! quem falou em parto?!!!
Pasmem leitoras(es), até então essa pessoa não pensou que um dia seu bebe não estaria mais no ventre e sim envolvido em seus braços! Cheguei em casa contei para todos a novidade, éééé terei um parto, e o médico disse que tenho condições para ter meu baby na posição que eu quiser e então vou começar a buscar e pesquisar sobre partos!

Na mesma hora rosto de preocupação e medo cortaram meu barato, minha sogra disse: Nem pensar, porque arriscar com um parto normal?! Minha mãe respondeu: Minha Filha, é muito perigoso, quem sabe você faz cesárea, sugeriu ela. Meu marido finalizou, ta louca, o médico disse que nosso filho é grandão, vai te machucar, vc é muito pequena para ter uma bebe tão grande!!!

E eu covarde, aceitei!!!

Não acreditei no meu potencial, nem nas minhas forças de mãe…

Só que sempre fica uma pontinha de duvida né?! Foi então que eu conversando com um colega de trabalho, professor de circo, que descobri uma possibilidade não só de evitar a cesárea mas como ter meu filho de uma forma lindaaaaaa. Na ocasião meu colega de trabalho contava como tinha sido a experiencia que ele e a esposa tiveram ao optar elo parto natural, na água e acompanhados por uma DOULA (vocês sabiam que doulas existem? sabem o que elas fazem?? Eu não sabia e não conhecia).

Cheguei do trabalho e corri para o computador atras da doula que o meu colega indicou, foi aí que encontrei a Cris (anjinho das mamães e protetora dos nossos babys). Li o blog da Cris, adicionei no MSN, facebook e começamos a manter contato… contei da minha vontade, do meu medo, da minha talvez falta de grana para contratar um serviço de doula…

Durante meses eu acompanhei o trabalho da Cris, e quanto mais eu lia, mais forte eu ficava para contar para todos que eu queria parto natural… Até que um dia, em uma consulta pré-natal de final de gestação, minha médica me orienta a visitar as maternidades e conversa comigo pela primeira vez sobre meu parto!!!

Que bommmmmmmmm, chegou o momento de falar sobre a chegada do meu filho! Dra, quero ter parto natural, na Ilha, e acompanhada por doula! Minha médica levantou somente uma sobrancelha, por cima do óculos que usava, me olhou com firmeza e respondeu: – acredito que é cedo para falar sobre trabalho de parto, vamos nesse momento decidir onde será seu parto.! Mais no final da consulta, entre perguntas e respostas  saí de lá com a informação de que meu bebe era grande e que parto normal estava fora de questão!

Médica, marido, familiares, amigas… todos contra parto normal/natural. Advinha…. me conformei com a ideia de cesárea  Combinei com todos o seguinte: Tudo bem, terei parto cesárea  mas não vou marcar, quero que o Lucas decida qual o melhor momento para nascer… Todos concordaram, exceto a médica pois eu já estava de 38 semanas (já????!!!!)

Foi então que a cesárea foi marcada para o dia 23/05 e meu filhão compreendeu a situação da mamis dele e resolveu colaborar… na madrugada do dia 17 para o dia 18/05… começo perder muito liquido, sinto dores nas costas e uma fome absurda,.. esperei amanhecer e liguei para a médica, fui encaminhada para a maternidade e lá fui atendida por uma obstetra que diagnosticou bolsa rota e prescreveu cesárea.

Na minha ignorância e falta de informação, achei que bolsa rota era algo muiiiiitttttoooo sério e só a cesárea resolveria… minha médica foi chamada, eu fui preparada para o parto e na preparação um médico me examinou pela ultima vez antes da anestesia e disse: Vamos tentar parto normal, tens 4 dedos de dilatação, daqui a pouco estas pronta para ter seu bebe?! Nem sei quem respondeu por mim… sei que não fui eu e que eu tive cesárea!!!

Meu filho nasceu lindo, saudável, não era tão grande como foi dito durante a gestação (3.105kg e 49 cm), AGRADEÇO a Deus por ele ter me dado uma criança tão linda, mais tarde… quando conversei com minha médica para falar sobre as opções que foram apresentadas para eu ter meu filho e comentando com ela que eu fui covarde ela me “acalmou” respondendo: ” sua cesárea foi necessária,  você teve bolsa rota, seu bebe estava com 2 1/2 voltas do cordão no pescocinho e você tem o útero hiper vascularizado, o que dificultou muito para estancar o sangramento….

Quando leio os post das mães que lutaram por um parto natural eu me emociono e penso porque não fui mais forte, porque não lutei pelo meu potencial, porque não determinei que teria meu filho da forma que meu corpo foi projetado para ter, porque eu não pesquisei mais, porque eu não troquei de médico, porque deixei alguém responder por mim na hora em que o médico perguntou se eu queria tentar o natural…

Me arrependo por ter sido covarde e não ter lutado pelo parto natural… mas não sou menos mãe por que meu filho nasceu de cesárea, amamentei, passei e passo noites em claro, choro quando ele esta doente, sofro ao pensar no mundo que esta virado e tenho medo do que meu filho possa encontrar no futuro… SOU TÃO  MÃE, QUANTO QUALQUER OUTRA, o que determina ser mãe não é o parto que ela teve, e sim a vontade de ser melhor a cada dia para ser exemplo de amor, carinho, afeto, respeito, compreensão, alegria, satisfação e Fé na vida, para o MEU FILHO!!!!

E, encerro meu depoimento… emocionada, porque amanhã é dia das mães…. meu filho esta aqui dormindo ao meu lado enquanto escrevo e meu coração bate forte por eu ser MÃE!!!!!”

Um beijo,
Elis


1 comentário

janaina · 13 de maio de 2013 às 23:21

Emocionante!!!! Parabens por este relato!!!! Com certeza você é a MELHOR MÂE do mundo para seu filho!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *