“… mas ele só espera até 40 semanas, não pode ser de madrugada, ele também não espera mais que 4 horas,  senão o bebê pode sofrer. Mas eu confio nele, mesmo ele preferindo a cesárea. Que dicas você me dá?”

” Cris – Não vá a churrascaria procurando comida vegetariana. Quer parir? Procure um obstetra que acredite e apoie o parto humanizado, que tenha paciência, que você tenha exemplos de partos naturais, que goste de atender com doula, pois esse obstetra vai te ajudar a parir. Quer continuar com o obstetra que disse claramente que prefere cesárea, só porque ele atendeu sua família inteira e é um fofo? Boa cirurgia!!”

Esse é o tipo de comentário que recebo muito aqui no blog, e que vem me conhecer. Mulheres que querem um parto natural, mas que são acompanhadas por obstetras tradicionais, muitas vezes cesaristas declarados. Se você quer um parto natural é fundamental que tenha um profissional que apoie sua escolha, pode ser a parteira, enfermeira ou obstetra. Não são apenas os médicos que fazem procedimentos desnecessários e que indicam cesáreas sem necessidades, eu já ouvi relatos e conheci outros profissionais que trabalham com parto, que fazem a mesma coisa. Então procure conhecer o profissional que você escolheu, veja os índices de cesárea dele, você conhece pessoas que tiveram partos naturais com esse profissional? Ele trabalha com doulas? Porque se não incentiva uma doula no parto, com certeza já é um sinal negativo, já que é comprovado cientificamente que doulas diminuem as taxas de cesárea, de fórceps, de intervenções como ocitocina e analgesia, entre outros.

Um link que sempre recomendo é esse: http://www.amigasdoparto.com.br/teste.html É um teste para saber se seu médico vai ou não respeitar suas escolhas. Você não precisa imprimir e ir preenchendo na frente dele. Apenas elabore algumas perguntas baseada nessas, anote em um papel e pergunte. Em casa compare as respostas com as do teste. Funciona!

Depois de escolher o obstetra, procure a doula certa pra você. Veja quem são as doulas da sua cidade, o que os obstetra tem a dizer sobre ela, a experiência que ela possui, e como ela trabalha. Cada doula atua de uma maneira diferente, então conheça e escolha qual você se sente mais á vontade, e que combina mais com você.

A escolha da maternidade é importantíssima, não dá para escolher uma maternidade com taxa de 98% de cesárea se você quer parir naturalmente. Principalmente se o parto for com o plantonista do hospital, você tem grandes chances de acabar numa cesárea. Então informe-se, estude, leia, empodere-se, faça um plano de parto, e siga consciente.

Você tem cerca de 40 semanas para se preparar para o parto. É seu dever se preparar para isso, e não dedicar apenas para o quarto e o chá de bebê. Seu médico tem a obrigação de cuidar da sua saúde física e de seu bebê, ele não tem tempo para ficar ensinando as posições para o parto, respiração e técnicas de alívio da dor. Essa é a função da doula, dos cursos de gestantes (de qualidade), então procure saber mais, conhecer mais, não deixe para o profissional a decisão do tipo de parto, local e posição.

O parto é seu, portanto, assuma o controle.

Cris Doula 
Que teve uma cesárea desnecessária com uma médica tradicional.


1 comentário

Carla · 19 de maio de 2013 às 21:07

Cris e no caso de uma cidade (pequena) onde não tem nenhum profissional humanizado, como faz? Será melhor entrar em tp e ir para o sus? o que vc acha?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *