Este texto foi traduzido e resumido, mas segue o link no final também para quem quiser ler tudo !! Espero que gostem!

1ª Ignore comentários: Deixe que entre por um ouvido e saia pelo outro, não discuta com pessoas assim, não vale a pena. Você se informou e sabe o que é melhor pra você.

2ª Leia livros de partos e relatos de Partos naturais:Pesquisas mostram que mulheres informadas tem partos com muito menos complicações do que as outras e diminuem muito as intervenções como analgesia, fórceps, vacuo extrator, cesárea, etc.

3ª Escolha o melhor local para VOCÊ : Pode ser um parto domiciliar ou hospitalar, mas escolha o local que você se sente mais segura, se for em um hospital particular tenha um médico de confiança atendendo o seu parto, se for público terá de contar com a sorte de qual plantonista será. Converse com seu parceiro e escolham a melhor opção.

4ª Faça um curso para Gestantes: Muitas maternidades oferecem cursos de gestantes, algumas até de graça, mas esses cursos podem também ensinar as coisas de um olhar totalmente médico, visando procedimentos e intervenções. Procure fazer cursos direcionados ao parto humanizado, ou profissionais que são a favor do parto humanizado para ensinar essas coisas.

5ª Contrate uma Doula: A doula é uma profissional treinada e experiente que oferece apoio físico e emocional a mãe antes, durante e após o parto. Em um mundo como o nosso onde o parto é visto como um procedimento médico, a Doula é uma peça importante que relembra que o parto é fisiológico e natural. A parturiente que tem uma doula no parto, nunca estará sozinha, e sempre bem assistida. Pesquisas realizadas pela Organização Mundial da Saúde mostram que as mulheres acompanhadas por doulas no parto tendem a ter partos mais rápidos e fáceis, pedem menos peridural ou medicamentos para dor e também a cesárea.
Estão menos propensas a pedir a ocitocina para acelerar o trabalho de parto, tem menos problemas com amamentação, Se sentem muito mais satisfeitas e realizadas com a experiência do parto e diminui muito o risco de depressão pós-parto. 

6ª Dica Faça um plano de parto: Esse plano é uma lista de coisas que você deseja que seja feita ou não no seu parto. Como posições de parto, uso de medicamentos, episiotomia, etc. Não significa que seu parto sairá como o planejado, eu sempre converso e explico que o parto é sempre uma surpresa, algumas vezes realmente temos que aceitar algo quando realmente necessário e que nunca temos garantia de que o parto será como o desejado. Mas é extremamente importante que a mulher esteja preparada para uma cesárea NECESSÁRIA e preparada para possíveis intercorrências, e para isso é fundamental que a mulher saiba o que é e o que não é motivo para intervenções. Informe-se!!!

7ª Prepare o seu corpo o máximo possível: Você pode nunca ter ouvido falar da Massagem Perineal mas ela é uma das melhores maneiras de preparar o períneo para evitar lacerações, uma alimentação saudável e exercícios físicos também vão ajudar seu corpo nesse momento.

8ª Familiarize-se com métodos não-farmacológicos para alívio da dor: 
Pratique relaxamento durante a gestação, pense sempre positivo e visualize o bebê nascendo, prepare o local do nascimento. É muito gostoso um local quentinho,com silêncio e privacidade.  No início do trabalho de parto continue fazendo as suas coisas normalmente, veja TV, coma e bebê, vá ao cinema, durma se for a noite. Não tem motivo para alarde.  Mantenha-se ativa durante o dia, use a bola, caminhe e ajude seu corpo sem se desgastar demais. Sinta o seu corpo, a magia da natureza agindo e fazendo o que precisa fazer, agradeça que isso esta acontecendo e que seu bebê está chegando. Coloque uma música lenta e dance com seu companheiro e/ou acompanhante, celebre esse momento, sorria, relaxe o parto é motivo de felicidade. Solte todo o seu corpo, durante as contrações principalmente, relaxe, vocalize, abra bem a boca e solte a sua mandíbula, isso vai relaxar seu períneo também. Não fique franzindo o rosto e nem deixe seu corpo tenso.
Lembre-se: VOCÊ PODE FAZER ISSO!
Visualize seu corpo funcionando, seu bebê girando e nascendo. Não esqueça de urinar, sempre que sentir necessidade e evacuar também. O seu corpo precisa continuar fazendo as coisas rotineiras. Use aromaterapia, óleos para massagem são bem relaxantes, e ajudam a meditar. Peça uma massagem nas costas quando sentir a contração, a pressão na lombar e movimentos circulares alivia o desconforto.
O frio aumenta a intensidade da dor, então, mantenha-se aquecida. Use sempre uma meia.
O chuveiro quente ajuda o corpo e a mente a relaxar e alivia também a dor, tome um banho demorado, 1 hora ou mais. A banheira é recomendado com mais de 7 cm. Não pense na dor como uma coisa ruim, aprenda a lidar com as contrações, não fuja dela, se concentre no que o seu corpo pede, o que ele quer, e lembre-se isso tudo não é em vão. São essas contrações que vão trazer seu bebê.
Converse com o seu bebê, deixe que ele saiba que tudo isso também é normal pra ele, e que logo vocês vão se conhecer de uma maneira diferente, e que você mal pode esperar.

Ouça os conselhos da sua equipe humanizada, a sua parteira, a sua doula, o seu acompanhante.
Olhe nos olhos deles e sinta, ouça, VOCÊ CONSEGUE! Mas faça o que o seu corpo quer, ele sabe o que fazer, RESPIRE profundamente e devagar, inspire pelo nariz e expire pela boca. CONFIE EM VOCÊ E NO SEU CORPO!

9ª Deixe seu macaco agir: Sim, parece engraçado mas na verdade isso é retirado de um livro de uma parteira super reconhecida chamada Ina May,e ela fala justamente sobre deixar o seu lado primitivo e instintivo agir. Isso inclui tirar a roupa e ficar a vontade, fazer sons, posições, não tenha vergonha nem medo do que vão pensar. Não fique pensando em remédios, em procedimentos, não fique pensando o quanto falta para dilatar totalmente, não tenha medo de evacuar durante o parto. TODAS as pessoas fazem isso diariamente, pessoas normais, celebridades, princesas. É NATURAL do corpo e a equipe está totalmente acostumada com isso. Não se prenda.

10ª Confie no seu corpo: Seu corpo instintivamente sabe o que fazer para trazer seu bebê ao mundo. Afinal, ele tem feito isso perfeitamente pelos últimos 9 meses, cuidando desse ser e ajudando a crescer com saúde, sem que ninguém tenha que intervir. Seu corpo não precisa de cursos ou um médico para ensinar como gerar um bebê. Milhões de anos de evolução mostra que o trabalho de parto é controlado pelas partes mais primitivas do cérebro.

Lembre-se que essa ”dor” é simplesmente uma mensagem para o seu cérebro. Você não esta em perigo. E você sabe como controlar essa mensagem, diminuindo e até eliminando.Ensinar seu corpo como fazer isso é a melhor maneira de ter um maravilhoso trabalho de parto onde medicamentos para alívio da dor nem passam pela sua mente. Nossos corpos são especialmente feitos para fazer essa coisa maravilhosa chamado PARTO. Prepare-se também para possíveis intercorrências que a medicina moderna está pronta para atender, uma cesárea necessária é sempre bem vinda.

Mas no final de tudo, sorria, ame e divirta-se com o seu parto. VOCÊ está no controle da sua experiência, dê permissão ao seu corpo para ir além de qualquer inibição e siga o seu corpo.

http://www.mybirthmyway.com.au/My-Choices

Traduzido por Cristina Melo.

Cris De Melo
Doula! 


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *